Odontologia Digital, Resina Biocompátivel, Resina Composta 3D

A próxima revolução no mundo das impressões 3D

Makertech Labs
Postado por: Makertech Labs
Publicado em: 22/06/2022

Desde o início do uso de resinas compostas em tratamentos odontológicos, na década de 60, o maior desafio dos laboratórios foi desenvolver materiais para impressões 3D cada vez mais parecidos com as estruturas dentárias. Com o tempo o uso das resinas foi ganhando força e atualmente, com a ajuda da tecnologia de impressão 3D, elas se tornaram uma opção bastante interessante para os pacientes.

Hoje vamos entender um pouco mais sobre as resinas e como a Makertech Labs revolucionou esse mercado com o seu novo produto.

resina bio crown para impressões 3D

Existe diferença na composição das resinas compostas e as resinas 3D?

Até hoje o uso das resinas compostas é considerado um avanço na área da dentística restauradora. As resinas inicialmente tinham duas versões: pó/líquido e pasta/pasta, mas esse conceito foi evoluindo cada vez mais com o objetivo de se assemelhar aos dentes tanto na parte estética quanto na sua função.  

Hoje em dia elas são feitas de matriz orgânica, uma estrutura biológica amorfa, carga inorgânica, que é quimicamente inerte  e criada a partir de partículas minerais, além de um agente de união que como o nome já indica, une as outras duas partes.

As resinas 3D também seguem essa composição mas com algumas diferenças para adaptar ao novo tipo de processo, a carga inorgânica por exemplo, precisa estar em menor quantidade para dar uma viscosidade mais aceitável pela impressora (dependendo da tecnologia aplicada).

Nos dias atuais as resinas evoluíram em diversos quesitos como: estética, resistência, durabilidade, polimerização, entre outros. Em fevereiro deste ano, a Makertech Labs lançou uma nova resina que ajudou a revolucionar ainda mais essa área de constantes mudanças: a resina 3D priZma Bio Crown.

O diferencial da Bio Crown

A primeira resina para trabalhos de longa duração como: coroas e pontes, inlay e onlay, ela busca o equilíbrio entre opacidade, translucidez e fluorescência, contando com a matéria-prima alemã, a melhor do mercado em termos de qualidade. Além disso, ela foi testada por procedimentos rigorosos para garantir a segurança dos pacientes. 

Ela foi produzida de materiais nanohíbridos biocompatíveis de Classe II, o equilíbrio entre as matrizes orgânicas e cargas inorgânicas levam a uma ótima resistência desse material. A Bio Crown conta com uma composição cerâmica e zircônia silanizada, resultando em uma excelente resistência de quebras e abrasão.

Ela apresenta também uma formulação de baixa viscosidade, o que permite menor incidência de falhas na hora de imprimir, além de diminuir o desperdício de resinas, trazendo uma maior economia no seu laboratório. O processo de pós impressão também foi facilitado, permitindo ao TPD um fácil polimento e acabamento da peça criada.

Ainda conseguimos atingir um ponto de fluorescência que se assemelha ao dente natural, quase imperceptível de diferenciar. Além disso, pensamos na excelência de trabalho para os diferentes tipos de sistema, criando uma resina compatível nas 3 principais tecnologias de impressoras 3D: LCD, SLA e DLP sem perder a qualidade.

Criada para facilitar ainda mais os tratamentos, a resina 3D Bio Crown é o próximo passo nesse mercado que evolui continuamente, buscando dar mais conforto ao paciente e deixar o seu sorriso ainda mais lindo. E se você quiser melhorar ainda mais as suas impressões e fazer parte dessa revolução, é bem simples: clique aqui e adquira a sua resina agora mesmo!

Posts mais lidos